Autores

Fernando Moretti

Conheça este autor

Nascido em 26 de dezembro de 1948, em Santos, litoral paulista, Fernando Moretti é jornalista formado pela Faculdade Casper Líbero. É quadrinhista, cartunista e escritor.

Estreou nos quadrinhos em 1973, em parceria com Durvaly Nicoletti, ao publicar Os Bandeirantes, na Folha de São Paulo, por ocasião do lançamento do Suplemento Quadrinhos. Depois, Moretti publicou nos jornais Cidade de Santos, Última Hora (SP), Diário do Grande ABC, Folha de São Paulo (tiras diárias e páginas no Suplemento HQ de Domingo), Diário do Povo (Campinas-SP), Diário de Vitória (ES) e Folha de São Bernardo (SP). Em 1977, expôs na Galeria Debret, em Paris, na mostra Les Bandes Dessinees Par Les Bresiliens, com Caulos, Ciça, Mauricio de Souza, Jayme Cortez, Fortuna e Juarez Machado. A parceria Moretti & Nicoletti rendeu muitos e variados personagens, como Phobos e Deimos, Pilotonto e Stevão Piro (tiras). Em 1976, criou o polêmico Ermitão (tiras). Em 1984, Moretti criou O Empatado (tiras), em parceria com Mário Mastrotti e Cassiano Roda.

Vários personagens de Moretti foram citados nos livros Semiologia dos Quadrinhos, de Moacy Cirne (Editora Vozes) e O Mundo dos Quadrinhos, de Ionaldo Cavalcanti (Editora Símbolo); também na revista Eureka nº12 e no livro História da História em Quadrinhos, de Álvaro de Moya (Editora Brasiliense - 1996).

Dos quadrinhos Moretti passou aos cartuns (sem legendas) que saíram no jornal Primeira Mão, Jornal da Semana, Pasquim e Somnium. Durante anos, produziu audiovisuais (como diretor de arte do Curso Anglo Vestibulares). Depois, enveredou pelos caminhos da arte de escrever e trabalhou na Folha de São Paulo e Jornal da Tarde como free lancer. Produziu também jornais de empresa (para Solvay, Kostal, Alfatest, Corretor, Master Swimmer) e revistas (Pepsi, MSX). Escreveu artigos para as revistas Planeta, Applemaníacos, Vida Fantástica Especial (Editora Escala); escreveu crônicas de humor para o Pasquim, revista do Faustão e Correio Popular.

Em 1994, lançou o livro Arte do Bem Navegar Toda a Vela, pela editora Ars Poética, uma versão bem humorada da saga dos descobrimentos lusos. Em 1999, concluiu o livro Como Fazer Tiras (Editora Canaã). Em 2000, participou dos livros Humor Brasil 500 Anos; Humor 2001 e Humor pela Paz, todos pela Editora Virgo.

Atualmente, tem uma assessoria de comunicação (Morisi S/C Ltda.) que produz ilustrações, house organs e revistas em quadrinhos para empresas.

Produtos deste autor