Autores

Jack Kirby

Conheça este autor

Nasceu em Nova York, em 28 de agosto de 1917, e faleceu em 6 de fevereiro de 1994. Seu nome verdadeiro era Jacob Kurtzberg. Jack Kirby foi uma das personalidades das HQs mais talentosas, inovadoras e também polêmicas durante sua carreira nas mais importantes editoras dos EUA. Na sua infância pobre, Kirby fez seus primeiros desenhos copiando personagens de tiras de quadrinhos e ilustrações das matérias de jornal. Um método de aprendizado que deu certo e que o permitiu entrar nos estúdios Fleischer, em 1935, onde participou da produção do desenho animado do Popeye. No final dos anos 1930, entrou para o estúdio de Will Eisner, numa indústria dos quadrinhos que estava começando sua ascensão. Chegou a desenhar o Spirit (personagem criado por Eisner), a fase em que o personagem era feito pelos artistas do estúdio, quando Eisner estava servindo o exército. Em 1940, com o roteirista e editor Joe Simon, criou o Capitão América para a Timely Comics (que décadas mais tarde mudaria o nome para Marvel).  Depois de servir o exército americano na Segunda Guerra Mundial, voltou aos quadrinhos colaborando com diversas editoras e estilos de HQs, inclusive quadrinhos românticos. Também com Simon, Kirby criou/desenhou muitos outros personagens para a Timely e para a National Comics (que veio a se tornar depois a DC Comics), incluindo o Arqueiro Verde e Desafiadores do Desconhecido. Estabeleceu-se de vez na Marvel no final dos anos 1950, e na década seguinte cocriou com Stan Lee a maioria dos personagens da Marvel naquela época: Quarteto Fantástico, X-Men, Hulk, Thor, Surfista Prateado, Vingadores, Galáctus, Inumanos e muitos outros. Apesar do estrondoso sucesso, devido a uma série de desentendimentos com Stan Lee e outros membros da Marvel, Kirby partiu para a DC nos anos 1970, onde escreveu e desenhou histórias para revistas relacionadas ao Superman e criou uma linha de personagens que viria a ser chamada de “Quarto Mundo”, incluindo aí (entre outras) as revistas dos Novos Deuses e do Sr. Milagre, nas quais surgiu o vilão Darkseid. Apesar de não ter sucesso comercial (as revistas não duraram muito tempo devido às baixas vendas), a influência dessas histórias continua até hoje no universo dos personagens da DC Comics. O insucesso da incursão de Kirby na DC o fez voltar para a Marvel em 1975, onde produziu as revistas Machine Man, Eternals, e outras, incluindo aí a adaptação do filme 2001 - Uma Odisseia no Espaço e uma revista seriada baseada nos conceitos do filme. Em 1978, a dupla Lee/Kirby mais uma vez mostrou sua força numa graphic novel do Surfista Prateado – recontando a saga do personagem, mas isoladamente do resto dos personagens da Marvel, como se o Surfista existisse num universo próprio. Pouco depois, Kirby “voltou às origens”, trabalhando novamente com desenhos animados, e ainda criou várias histórias e personagens para editoras independentes. Em 1987 entrou para o “Will Eisner Comic Book Hall of Fame”, uma nomeação especial dada apenas aos maiores nomes da indústria dos quadrinhos. Jack Kirby será lembrado para sempre como o “Rei Kirby”, apelido dado a ele por Stan Lee.

Produtos deste autor