Autores

Gil Kane

Conheça este autor

Seu nome verdadeiro era Eli Katz. Ele nasceu na Letônia, em 1926, e sua família se mudou para Nova York em 1930. Gil Kane foi um dos mestres dos quadrinhos de super-heróis, especialmente da Marvel e da DC, mas atuou também em várias outras editoras. Sua infância foi no Brooklyn, onde desenvolveu uma sede ávida por histórias em quadrinhos. Buck Rogers, Tarzan, Dick Tracy, Terry e os Piratas e Flash Gordon eram seus personagens favoritos. Em 1942, aos 16 anos, ele conseguiu um emprego no estúdio de quadrinhos de Jack Binder, como assistente de arte e fazendo os balões de texto. Mais tarde, foi para o estúdio de Bernard Bailey e depois se tornou um artista independente, passando a desenhar ele mesmo as HQs dos personagens Inspector Bentley da Scotland Yard em Pep Comics, Scarlet Avenger, Blackstone o mágico, e outros.

Kane trabalhou com vários artistas de quadrinhos da época, como Jack Kirby e Joe Simon, em títulos como Wildcat e Sandman para a National/DC. Em 1943-1944, ele também fez seus primeiros trabalhos para a Timely/Marvel, incluindo Red Hawk, The Vision e Young Allies. Ele frequentou a School of Industrial Art, onde Carmine Infantino e Harvey Kurtzman eram seus colegas de classe. Em 1943, Gil Kane abandonou a escola para dedicar mais tempo ao trabalho. Um ano depois, se juntou ao exército, e quando voltou das Filipinas, em 1945, imediatamente retomou seu trabalho como artista de quadrinhos, usando muitos pseudônimos diferentes, como Pen Star, Scott Edward e Gil Stack, até que optou pelo nome Gil Kane. Trabalhou em vários estilos de quadrinhos, como faroeste, ficção científica, quadrinhos sobre estrelas de cinema e, mais notavelmente, super-heróis. Ele desenhou muitas revistas durante a Era de Prata dos quadrinhos, como Lanterna Verde (1959) e The Atom (1961), para a DC Comics. Gil substituiu Steve Ditko em The Hawk and the Dove, e Wally Wood em Captain Action. Mais tarde, já trabalhando para Stan Lee, ele desenhou o Hulk, Thor e Capitão Marvel nos anos 1970, quando teve uma fase notável em Homem-Aranha. Ele desenhou, entre outros, o episódio em que Gwen Stacy foi assassinada. Ao longo daquela década, Gil Kane fez mais de 800 capas de revistas, como Demolidor, Ka-Zar, Motoqueiro Fantasma e muitos outros. Foi desenhista também de Pantera Negra, Micronautas, Demolidor, Warlock, Conan e John Carter of Mars. Além de seu trabalho para a DC e Marvel, Kane trabalhou em Undersea Agents e Thunder Agents para a Tower Comics; fez a graphic novel de espada & feitiçaria Blackmark para a Bantam Books e histórias de terror em preto-e-branco para as revistas da editora Warren. Seus créditos incluem a tira diária de Flash Gordon para a King Features na década de 1960, a tira diária Star Hawks com Ron Goulart na década de 1970 e algumas páginas dominicais de jornais do Tarzan. Nos anos 1980, ele trabalhou principalmente para a DC, desenhando histórias para as revistas Superman e Sword of the Atom, ao mesmo tempo em que produziu o design de personagens para os desenhos animados da Hanna-Barbera e contribuiu para o desenho animado do Superman. Em 1989, ele fez uma adaptação em quadrinhos da ópera “O Anel dos Nibelungos” para DC Comics (publicada no Brasil pela editora Opera Graphica em 2003) e, quatro anos mais tarde, ele adaptou Jurassic Park para os quadrinhos em parceria com o desenhista George Perez. Em 1994, ele desenhou para a editora Malibu Comics o personagem Edge. Entre seus trabalhos mais recentes estão dois episódios de “The Power of Shazam”, “The Life Story of Flash” e “Superman: Distant Fires” (da série Elsewords da DC Comics). Gil tornou-se um dos porta-vozes mais zelosos da indústria de quadrinhos, ajudando-a a ganhar o respeito e atenção merecidos. Gil Kane morreu de complicações de um câncer em 31 de janeiro de 2000.

Produtos deste autor