Autores

Jerry Ordway

Conheça este autor

Jerry Ordway nasceu em 1957. Antes de começar a trabalhar profissionalmente com histórias em quadrinhos, seu sonho era desenhar o Demolidor, Homem-Aranha e Vingadores – contudo, ele só desenhou mesmo este último. Desenhou suas primeiras histórias para fanzines em 1975. Enquanto trabalhava com ilustração comercial, entre 1978 e 1978, colaborou com vários fanzines e revistas especializadas em quadrinhos, algumas vezes desenhando personagens conhecidos. Isso lhe garantiu uma oportunidade de trabalho quando ele mostrou essas ilustrações para editores da DC em uma convenção em Chicago em 1980. Os caça-talentos da DC gostaram do seu trabalho e passaram histórias para que ele fizesse a arte-final sobre o lápis de desenhistas como Carmine Infantino, Trevor Von Eeden, Joe Staton e Dave Cockrum. Durante seis meses, trabalhou durante o dia em uma agência de arte e fazia os quadrinhos para a DC à noite, até que começou a ter trabalho suficiente para se tornar um artista free lance em tempo integral. Ordway foi um dos arte-finalistas da série “Crise nas Infinitas Terras”, que redefiniu o Universo DC nos anos 1980. Fez a arte-final em diversas revistas e personagens, inclusive numa edição anual de Batman, em 1985. Entre 1984 e 1988, fez alguns trabalhos esporádicos para a Marvel. Ganhou fama ao desenhar, por sete anos seguidos, para as revistas do Superman entre 1986 e 1993 e também ao renovar o personagem Capitão Marvel na graphic novel “The Power of Shazam” – ele também escreveu a revista mensal do personagem entre 1995 e 1999. Dentre suas influências ele cita Curt Swan, Jack Kirby, Gil Kane, John Buscema e Steve Ditko – desenhistas que ele posteriormente veio a arte-finalizar. Ele também é fã de Gene Colan, Wally Wood, Alex Raymond, Hal Foster e outros. Ordway desenhou e arte-finalizou a adaptação para quadrinhos do primeiro filme do Batman dirigido por Tim Burton. Em 1988, ele fez a arte-final dos desenhos de Curt Swan para a edição especial Superman: The Earth Stealers. Recentemente ele distribuiu uma carta às revistas especializadas em quadrinhos em que demonstrava sua preocupação com o fato de, apesar de ser considerado uma lenda dos quadrinhos, tem sido cada vez mais difícil para artistas de sua geração conseguir novos trabalhos.

Produtos deste autor