Autores

Charles Bargue

Conheça este autor

Charles Bargue nasceu entre 1826/27 em uma família de litógrafos, e iniciou sua carreira na litografia com a publicação de Vinte Cenas de Infância, com desenhos de Henri de Montaut (1825-1890).

Embora fosse dono de uma formação sólida, tecnicamente, na pintura a óleo, Bargue foi pouco conhecido como pintor, e sua produção foi escassa: estima-se que chega a 50 obras, e destas aproximadamente 30 realmente apareceram por terem sido reproduzidas, e apenas 17 foram localizadas.

A produção inicial de impressão litográfica de Bargue foi publicada por F. Sinnet, um pequeno editor, cuja loja localizava-se no centro de Paris. No final da década de 1860, Bargue começou a trabalhar para a Goupil, uma editora de padrões mais elevados, com melhor distribuição. Suas primeiras litografias feitas a partir de seus próprios desenhos ou pinturas mostram Bargue como um artista ao mesmo tempo hábil e sofisticado, um dos mais requintados do seu tempo.

Para a Goupil, Bargue fez uma série de retratos grandes, de notáveis como Paul Delaroche (1797-1856) e uma série com temas equestres do famoso pintor de animais Alfred de Dreux (1810-1860) — eram composições complexas e seu sucesso deu-lhe reputação de exímio litógrafo entre os clientes da editora. Em meados da década de 1860, Bargue foi contratado para ser o litógrafo oficial do Curso de Desenho, tarefa que ele realizou com auxílio de um de seus mestres, Jean Léon Gérome. 

Segundo registros hospitalares, Charles Bargue morreu em 6 de abril de 1883. A causa foi provavelmente o resultado de um derrame causado por um coágulo no cérebro, que seguiu uma grave pneumonia. 

Produtos deste autor